September 9, 2019

Partimos por aí, com um bilhete na mão e um destino para descobrir, uma pausa na azáfama do dia a dia, do corre corre, esperando recuperar energias para o que aí vem.

Num instante este trajeto chega ao fim. Mais um bilhete na mão para o regresso e a saudade que começa a apertar. 

Ficam para trás momentos belos que só a tranquilidade e a nossa disponibilidade para os viver, sem stress, sem ninguém que nos apresse a mais e mais, nos permite ter.

Certo que era bom que mais fossem esses momentos e vivências, mas, encontramos a saudade. No regresso temos à nossa espera o que ficou para trás e que é tão bom voltar a encontrar. Um encontro com um sorriso que tão bem conhecemos ou o abraço que está ali novamente para nós... 

Se é...

Please reload

Reflexos e Reflexões