April 9, 2020

Vivemos tempos de excepção que nos levam a contactar com uma imensidão de sentimentos e vivências que nos seriam perfeitamente indiferentes na nossa rotina diária, repleta de exigências, horários e compromissos.

É tempo agora de tudo parar e de uma forma criativa, resiliente, nos reinventarmos. 

É isso que temos feito nos últimos tempos: criar alternativas, estar de forma útil junto dos que nos procuravam presencialmente, estar disponível para quem a nós recorre por forma a encontrar soluções que se ajustem a cada realidade e necessidade.

Curiosamente vivemos a páscoa neste contexto. A Páscoa, cuja origem hebraica da palavra (Pessach) significa "passagem": a passagem do inverno para a primavera. Um momento de celebração da vid...

December 11, 2019

Há tradições que são apenas isso: meras tradições!

Há, no entanto, outras que nos levam ao contacto com aquilo que é mais valioso e que nos distingue enquanto Homens. São valores como a solidariedade, a partilha, o afeto, a família que fazem com que esta tradição se distinga de muitas outras. 

Com o risco de um consumismo exagerado, oferecer presentes é também um gesto de dádiva ao outro que se espera que seja muito mais uma dádiva de amor do que de um bem perfeitamente dispensável.

Com equilíbrio certamente tudo será ajustado e deixemos então que os nossos corações se preencham deste espírito natalício por forma a que ele perdure ao longo do novo ano que se aproxima.

Festas felizes!

October 13, 2019

Já são sete!

São sete como sete são as cores do arco-íris, os dias da semana, as notas musicais, as virtudes, as colinas de Lisboa, as vidas dos gatos, as maravilhas do mundo antigo e as do mundo moderno, os sábios da Grécia, as propriedades da matéria e outros tantos sete que à nossa volta temos.

São sete anos de crescimento e aprendizagem que nos trazem até este momento.

Neste ano que passou, muitos versos se escreveram, com todo o amor, nas páginas do nosso diário!

Parabéns a todos os que, nos sete cantos do mundo, fazem parte da nossa história!

September 25, 2019

Em cada momento do teu olhar, te conheço...

Em cada toque da tua pele, te sinto mais profundamente...

Em cada riso teu, meu coração rejubila mais...

Em cada lágrima, uma nova descoberta...

Em cada pequeno passo, uma conquista...

Em cada som teu, um mundo...

Em cada instante contigo, um sonho...

Em cada insegurança, uma certeza...

Em cada etapa deste caminho, uma nova se inicia...

Porque a parentalidade é uma descoberta constante, um mundo único por descobrir, vivê-la com amor será a melhor forma de o fazer!

September 9, 2019

Partimos por aí, com um bilhete na mão e um destino para descobrir, uma pausa na azáfama do dia a dia, do corre corre, esperando recuperar energias para o que aí vem.

Num instante este trajeto chega ao fim. Mais um bilhete na mão para o regresso e a saudade que começa a apertar. 

Ficam para trás momentos belos que só a tranquilidade e a nossa disponibilidade para os viver, sem stress, sem ninguém que nos apresse a mais e mais, nos permite ter.

Certo que era bom que mais fossem esses momentos e vivências, mas, encontramos a saudade. No regresso temos à nossa espera o que ficou para trás e que é tão bom voltar a encontrar. Um encontro com um sorriso que tão bem conhecemos ou o abraço que está ali novamente para nós... 

Se é...

August 9, 2019

É chegada a hora do nosso baile de debutante!

Deixamos a idade da infância e estamos aptos a fazer um ritual de passagem. Passagem para a adolescência, onde podemos oficialmente ser apresentados à sociedade e iniciar uma nova fase da nossa vida.

Que coincidências nos traz a caminhada e é agora, que completamos 15 anos enquanto empresa, enquanto Inlogos, que realmente iniciamos uma nova fase da nossa vida. Como qualquer adolescente, procura o seu caminho, a sua identidade e percorre os trilhos da autonomia.

Ao longo deste percurso unimo-nos a pessoas, histórias, símbolos e significados. A dada altura 

cruzámo-nos com o "Phi" que trouxe um novo sentido e significado à harmonia e ao equilíbrio que procuramos ter no nosso dia...

May 20, 2019

Deparamo-nos cada vez mais com exigências por parte da sociedade, exigências de tempo, de modelos, de metas, há concepções e práticas de ensino que se mantêm, como que se estivessem “cristalizadas” - o recurso às mesmas estratégias para todos os alunos, as exigências de que as aprendizagens sejam adquiridas por todos ao mesmo ritmo e no mesmo espaço de tempo. O que se torna humanamente impossível e está mais do que comprovado que funciona em alguns casos, mas não de forma generalizada, como se desejaria. Por outro lado, há uma maior facilidade no acesso a informação apelativa, sendo por vezes difícil as crianças terem a capacidade de selecionar a mais relevante e orientarem-se no meio de tanta informação recolhida.

Importa não es...

May 4, 2019

Na azáfama dos dias não pode deixar de estar presente a reflexão...

Reflexos e reflexões da nossa existência, guias do nosso caminho.

Quem somos, o que queremos, para onde nos dirigimos?

O que nos distingue e caracteriza, pois de facto não somos todos iguais!

A redescoberta da nossa essência: a certeza de evoluirmos e nos superarmos dia após dia, sempre e cada vez mais, para que a cada dia que passa, possamos melhor servir quem nos procura.

Hoje passámos por cá...

E nos orgulhamos dos percursos de quem já tocámos no passado e levam consigo o cunho de um pouco de nós, traçando eles próprios o seu caminho.

Trazendo do passado experiência, vivência e maturidade, com os olhos postos no futuro, preparando mais um passo deste caminho em que...

February 18, 2019

Convidamo-vos a percorrer as linhas que seguem num caminho de reflexão conjunta, de pensamento sobre o contexto que todos criamos e do quanto colocamos no nosso dia a dia, na qualidade do nosso trabalho. É sem dúvida um desafio a que questionemos o nosso papel, a nossa função enquanto adultos, responsáveis e educadores de crianças.

Que imagem, que representação social temos da Infância? 

Com base em que pressupostos trabalhamos com elas (e reparem que não para elas)?

Certamente todos conhecemos a Convenção dos Direitos das Crianças (ONU, 1989), mas será que as nossas práticas refletem os conhecimentos que temos desses direitos?

É um facto que com a Convenção dos Direitos das Crianças a Infância assumiu um maior relevo, ganhou direit...

Please reload

Reflexos e Reflexões